Três Matas “molhadas” de Campos do Jordão

 

Vitor na traseira da barca junto das bikes

 

Na segunda-feira, combinei com os guerreiros Vitor, Tijolo e Gabriel de levantarmos mais uma trilha em Campos do Jordão na terça, para o Guia de Pedaladas. Desta vez, o objetivo seria fazer o mapeamento de um dos pedais mais clássicos da cidade: a trilha das Três Matas.

Apesar da chuva que já se mostrou bem cedo em São Bento do Sapucaí, e do Luciano Tijolo nos avisar que estava chovendo em Campos, como o Gabriel apareceu disposto a se molhar, partimos com certo atraso para a subida da serra. O Tijolo teve de trabalhar e não pode ir, então fomos apenas nós três.

Vamos com chuva mesmo

Vitor, perto do Mirante

A trilha começa no centro da cidade. Como das outras vezes, estacionamos o carro em Capivari e seguimos em direção ao primeiro trecho. Neste momento começou a chover forte, e assim  continuou até o final do pedal.

Este percurso alterna partes de asfalto e terra, com trilhas bem tranquilas. Os trechos técnicos são poucos e dá pra pedalar bem. Apesar da chuva torrencial, deu pra se manter em cima da bike de boa, e em pouquíssimos momentos foi necessário descer e empurrar ou segurar a bicicleta.

Tava chovendo ou não? Ahahaha!

Gabriel numa das partes em single track

Câmera a prova d'água no capacete. A qualidade é trash, mas dá pra captar o rolê sem se preocupar com a umidade.

Acho que de vez enquando, forçar esse tipo de programa é bom. A gente se recorda que mesmo com tempo razoavelmente ruim, é possível se divertir, e afinal, temos todo o equipamento e roupas técnicas para nos proteger. Então porque passar a tarde no escritório?

Como de praxe, vestimos o tronco com 3 camadas: segunda pele de X-Sensor, agasalho de polartec e anoraque (www.solobr.com). Outro equipamento que fez diferença na chuva foram os novos freios Ashima. Além de um curso maior o que possibilita um ajuste de frenagem mais preciso, não travam a roda, garantindo a dirigibilidade e impedindo derrapagens – ficamos impressionados.

O perrengue só terminou 3 horas depois da saída, ao retornarmos ao centro de Capivari para tomar um café quente e lavar as bikes num posto, para termos a mínima condição de colocá-las no carro.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: