Archive for the ‘ Gonçalves ’ Category

Serranos, Ribeirãozinho e Pedra da Divisa – trilha bônus DVD

Mês passado, fiz um pedal bem fácil de quem não conhece se orientar, em sua maioria por estradas, de fácil orientação, cruzando de SP para MG e depois voltando pelo bairro do Ribeirãozinho e pela trilha da Pedra da Divisa, passando pela cachoeira do Tobogã.

Col entre o Pinheiros e os Serranos.

Col entre o Pinheiros e os Serranos.

O arquivo GPS, Android e iPhone está no http://www.everytrail.com/view_trip.php?trip_id=1905896

patrocinadores2011

Anúncios

Pedal Gonçalves / Cantagalo / Costas – trilha bônus DVD

Imagem

Saída na igreja Matriz de Gonçalves, MG

Ontem era dia de descanso. Descanso do escritório e dos cursos de escalada. Perfeito para vadiar, digo, mudar de trabalho e ir marcar mais um percurso que estava de olho faz tempo. Desta vez fui só. Sem companhia nem tempo para ir atrás de alguém, peguei a magrela e segui antes das 10h00 sentido Gonçalves, distante 20km daqui de casa.

Imagem

Arte pelo caminho

O trajeto que queria fazer inicia em uma estrada que eu tinha a curiosidade de percorrer cada vez que ia para Cambuí ou Monte Verde via Gonçalves. A bifurcação que me chamava a atenção é logo na saída de Gonçalves e segue em direção ao bairro do Cantagalo.

A estradinha foi uma agradável surpresa. Primeiro é pouquíssimo utilizada, cruzei com 4 carros apenas em mais de 20km, e segundo, o visual é estupendo, principalmente na bifurcação que sai da estrada que vai do Cantagalo para Cambuí e segue para os Costas. Neste trecho a serra é bem alta, com longos trechos de sombra, mata bem conservada e muitos pássaros.

Imagem

Eita Minas Gerais!

Imagem

Floresta de araucárias

Imagem

Pedalzão!

Esta trilha será uma trilha bônus do DVD que vamos fazer e que poderá acompanhar o Guia MTB na Serra da Mantiqueira. O DVD conterá os arquivos GPS, vídeos e algumas trilhas a mais para quem quiser curtir ainda mais essa região tão bonita.

Imagem

Mountain Bike na Serra da Mantiqueira – finalmente saiu da gráfica!

Mountain Bike na Serra da Mantiqueira

Após um ano de levantamentos e mais de 730km de trilhas mapeadas, finalmente saiu da gráfica o guia Mountain Bike na Serra da Mantiqueira, com 32 trilhas detalhadas pelas cidades de Campos do Jordão, São Bento do Sapucaí e sul de Minas Gerais (Gonçalves, Paraisópolis e Sapucaí-Mirim).

Com 96 páginas no formato de bolso, o guia que custa R$ 20,00 poderá ainda ser acompanhado de um DVD (R$ 5,00) contendo os arquivos GPS das trilhas que constam na publicação, mais algumas trilhas bônus, além de vídeos.

O Guia estará em breve à venda nas lojas especializadas, mas já pode ser adquirido por correio no site https://mantiqueirabikers.wordpress.com/guia-mtb-serra-da-mantiqueira/

Boas pedaladas mantiqueirenses!

Sistema de paginação e descrição das rotas.

Gonçalves / Atrás da Pedra

Chegando ao bairro Atrás da Pedra

O dia ontem estava ruim, aliás, o tempo estava ruim desde sexta-feira. Mas mesmo assim, há pedais bem rápidos para seazer aqui na região, e entre uma janela e outra de tempo bom, dá pra arriscar e assim, aliviar a consciência de ter comido tanta leitoa no almoço de domingo.

Este pedal é curto, marquei 19km no odômetro. Ideal para um pique no final do dia. Você vai descer a serra por estradas de terra e subir pelo asfalto. O início é na estradinha de terra bem no Portal de Gonçalves, desce bastante, entra no asfalto por 200m e depois segue por outra estrada até o bairro Atrás da Pedra, de onde contornamos a Pedra do Cruzeiro e subimos pelo asfalto os 5km de piramba. Excelente!

Volta dos Onças

Gabriel no início da trilha, logo após Gonçalves

O plano para terça-feira, erade  esticar até Campos do Jordão e mapear uma trilha pros lados do Pico do Itapeva. O dia amanheceu com nuvens na Pedra do Baú e previam que o tempo iria fechar a tarde. Achei que a galera iria desistir. A primeira baixa veio cedo, com o Orlando tendo problemas em Itajubá, e em seguida, o Tijolo com “tarefas profissionais inadiáveis” disse não poder nos acompanhar. Ok então, fazer o que? Vamos ao plano B. Que plano? Como o Vitor tinha simulado, não poderia me acompanhar, restava um guerreiro apenas. Esperei o Gabriel chegar e ele pontualmente atravessou o portão na hora combinada. Felizmente, ele sugeriu uma trilha em Gonçalves. Rumamos a barca pro outro lado da Serra e vamos em direção a cidade mineira, com o tempo ruim espreitando e vários pontos de chuva no horizonte.

O Gabriel já havia feito parte desse rolê em uma prova, meses atrás, e então confiamos na memória dele para não nos perdermos. A trilha é meio-a-meio com estradinhas de terra e  single tracks. Dá pra pedalar 95% do percurso, o que é muito bom, pois os 22km de trajeto enganam. É piramba atrás de piramba. O trecho mais perrengue é a saída de Gonçalves, subidões que dão vontade de chorar, mas como não há outra maneira e não quero descer da bike pra não fazer feio empurrando, quase tenho um ataque cardíaco antes do final. Os carros passam e os motoristas parecem não acreditar no nosso esforço. Pois é… Felizmente neste trecho o tempo abriu e começou a fazer um sol de rachar.

Fecho da porteira

Pinguela onde saímos da estrada no Sertão do Cantagalo e entramos num single track. Quer passar pedalando? Me chama para fotografar, ahahahaha!

Depois de 40 minutos,  entramos numa trilha em um pasto que segue até uma estrada que dá acesso ao Bairro Sertão do Cantagalo, quase na metade da quilometragem. Atravessamos uma pinguela em um riacho de pedras brancas e seguimos em single track até outra estradinha. Lindo este trecho, passamos por uma casa com um enorme gramado, e de lá, a trilha fica menos clara, até que 20 minutos depois encontramos outra estrada. Deste trecho em diante, é só alegria. Descemos bastante até o Bairro dos Onças e dali, são poucas subidas e retas até Gonçalves. Valeu termos arriscado. Acho que amanhã vamos fazer a trilha em Campos do Jordão, se o tempo permitir e os comparsas puderem. Abrazo.

Suando como um pano de cuzcuz

Altimetria do rolê

Martins / Mundo Novo – Gonçalves MG

Início do role

Ontem o destino foi Gonçalves, não tínhamos uma trilha definida, apenas um mapa que fomos descobrir que estava errado no meio do caminho. Existem muitas bifurcações que não constavam no mapa, e como ele não marcava a quilometragem, passamos batido por uma delas e só fomos descobrir 2km depois nos custando 4km a mais no percurso.

Tínhamos a informação que o Bairro Mundo Novo é um lugar bacana de se conhecer, porque é um povoado situado bem na Serra de Gonçalves. O Gabriel,  amigo biker de São Bento já havia feito uma parte desse rolê, mas ele saira do Bairro do Ribeirãozinho, o que lhe custou mais de 10km de subida forte. Nós preferimos sair do centro de Gonçalves.

O  caminho é muito bonito, começando por uma estrada bem arborizada com araucárias, e depois segue por uma região com colinas a perder de vista bem típica do estado de Minas Gerais. São muitas subidas e descidas, mas nada que não dê para fazer pedalando o tempo todo. Só numa delas tivemos ( eu e meu pai ) que descer da bike e empurrar, o Vitor conseguiu pedalar a piramba inteira.

Cachoeira dos Henriques

Mapa

Após uma hora de pedal chegamos à Cachoeira dos Henriques, que é bem legal para tomar um banho e se refrescar. Dali esticamos até o Martins e descobrimos que havíamos passado a bifurcação para o Mundo Novo. Não bastasse isso, uma das estradas não existia, segundo o pessoal do bairro. Sem ter o que fazer voltamos ao Henriques nos informando até o Mundo Novo. Felizmente achamos pessoas que nos informaram, caso contrário iríamos nos ferrar de novo, pois são muitas as encruzilhadas até Gonçalves.

Percurso bem arborizado com vários locais para descansar

A banda deu 23km e mapeamos tudo para facilitar a vida de quem for repetir este roteiro.

Rangão no final, mais que merecido no Restaurante Passatempo Slow em São Bento do Sapucaí

Pedalando pela divisa de SP/MG

Galera, aí está uma das trilhas que estamos mapeando em nossa região da Serra da Mantiqueira, visando lançar um guia de pedaladas de até um dia de duração. Levantei o caminho com os amigos Gabriel (biker local) e Tacio Phillip (de São Paulo) e demoramos pouco mais de 4 horas para realizar o percurso.

Tacio e Gabriel com a falésia Vista Aérea ao fundo

Esta pedalada vai de São Bento do Sapucaí até a falésia Vista Aérea, já em Minas Gerais, depois segue por trilha até o bairro da Bocaina e retorna à São Bento do Sapucaí. É um rolê de 4 a 5 horas ou dia inteiro para quem não estiver em forma. Para seguir a planilha você vai precisar de um ciclocomputador. E se preferir, faça o download dos arquivos para GPS direto do meu site: http://www.eliseufrechou.com.br/vistabocaina.html

É isso aí então pessoal. Quem for repetir a pedalada e tiver sugestões, por favor entre em contato pelos comentários deste post. Bom pedal!

Mapa do rolê

Mapa do rolê

Use seu celular com GPS:

Vista Aérea – Bairro da Bocaina – arquivo para iPhone e Android

 

Faça a trilha usando o ciclocomputador:

Planilha do rolê